As mulheres, os livros e, veja só, os quadrinhos.

Padrão

Hoje é o dia internacional das mulheres. Não vou falar muito, mas vou linkar algumas coisas:

1. Uma abordagem diferente sobre ser mulher, ser feminina e o apoio (in)existente entre nós.

Imagem: Small Fashio Diary

2. Vamos ampliar a nossa leitura de títulos escritos por grandes mulheres?

Essa é a sugestão da Juli, do “Mundo de Morfeu“, que ela explica aqui no texto “Leia Mulheres” e dá uma lista de bons títulos no vídeo abaixo.


3. Mulheres nos quadrinhos?

Francisco do canal “O que eu leio” chega com um vídeo novo, citando a presença cada vez mais comum das mulheres nos quadrinhos de super-heróis e, mais precisamente, coloca luz sobre a mudança de gênero do personagem Thor nas últimas publicações da Marvel.

Dá uma olhadinha aí em baixo:

 

Feliz dia internacional das mulheres!

Anúncios

{Livros} sobre literatura e comida

Padrão

Há alguns livros no mercado que falam sobre o ato de comer e não sobre as receitas. Aliás, tem vários.

Em geral, eles tendem a trazer a alimentação para o lado cultural e eu tendo a achar isso bacana.

Na minha lista de livros para explorar estão:

1. Dias de Feira – Julio Bernardo – R$35,00 na Livraria Cultura

Recém lançado, o “Dias de Feira” conta os causos e bastidores das barraquinhas das feiras livres em São Paulo.

O livro parece leve e bem humorado, escrito por Júlio Bernardo, que é filho de feirantes, chefe de cozinha e blogueiro.

Crítico, Júlio avalia restaurantes e fala sobre a autenticidade da gastronomia em seu blog “Boteco do JB

 

2.  Formação da Culinária Brasileira- Carlos Alberto Dória – R$42 na Livraria Cultura

Citado correntemente em textos sobre cultura e culinária atualmente,
“Formação da Culinária Brasileira”, lançado neste ano, traz a trajetória dos hábitos alimentares brasileiros desde os tempos coloniais, oferecendo uma nova perspectiva a formação da nossa culinária atual.

Carlos Alberto Dória tem um blog também – que eu citei aqui na semana passada.

 

E você? Alguma dica de leitura sobre alimentação, comida e gastronomia?

{#bibliotecadacasa} A “Biblioteca Casinha” no Parque Severo Gomes

Padrão

Dia desses eu fui andar ali perto de casa. Era domingo de sol, dia bom para passear. Aproveitamos para dar um pulinho no Parque Severo Gomes, antiga “Praça da Granja” que tem recebido muita atenção nos últimos anos, graças a nova administração ou equipe de voluntários que passou a cuidar do parque.

caminhos

Ele, inclusive, foi ampliado e já possui duas áreas de recreação para crianças com brinquedos e tanquinhos de areia, além de uma pista para caminhada e muitas, muitas árvores.

Além disso, o parque também ganhou um centro de coleta de lixo reciclável (Sim! Agora os moradores da região também podem deixar seus lixinhos – devidamente limpos – ali!) e uma agenda com práticas de Tai-chi-chuan, Lian-gon, Yoga, Jam Session e Danças Circulares.

2014-07-13 14.25.53

Mas o que mais me alegrou, foi dar de cara com uma bibliotequinha com livros infantis!

Essa mini biblioteca faz parte de um projeto idealizado em Wisconsin nos EUA, chamado Little Free Library, traduzido para o português como Projeto “Biblioteca Casinha”.  Já vi muitas fotos dessas casinhas circulando por aí e, inclusive, morro de vontade de ter uma dessas para abrigar os nossos livros, aqui na Casa Amarela.

A ideia é igual a de uma biblioteca livre: você pode doar livros (a temática é definida pelas instruções na casinha, podendo ser literatura, livros infantis, etc.), pode retirar o livro que quiser, ler ali mesmo ou levar para casa. Se quiser devolver, maravilha!

Esse projeto americano, cadastra as bibliotecas e, se você tiver interesse, pode pesquisar pela mais próxima da sua casa pelo Google!

Aqui no Brasil, o mais próximo que temos é a Freguesia do Livro que ajuda todo mundo que tem interesse em abrir uma biblioteca livre dando instruções, arrecadando e oferecendo títulos, principalmente para aquelas iniciativas que ficam próximas a Curitiba, onde o projeto está oficialmente instalado.

biblioteca

Quando fui pesquisar para ter uma casinha que nem essa aí da foto, encontrei até plantas e instruções (com medidas e tudo) para fazer uma todinha sua (ou da sua comunidade). Também dá para trazer uma inteira dos EUA, encomendada a partir de US$250.00(!!!), além do frete e impostos (acho que não, né?).

Pois bem. Então assim, ó. Se você conhece um marceneiro bacanudo ou quiser se voluntariar para construir a nossa casinha da mini biblioteca livre da Casa Amarela, vou te amar para sempre.

Flores

Por enquanto, podemos contar com a nossa janelinha, em que os livros estão expostos aqui na Casa.

Ah, e outra coisa: se você tiver livros infantis para doar para essa biblioteca do parque, pode deixar aqui no café que eu levo para você, tá?

Para finalizar, umas fotos dessa que vos escreve roubando e comendo uma amora silvestre em pleno parque. Tava azeda, tá? Azeeeda (mas não deu dor de barriga)!

amora

Referências

_____________

Lulu acha que o passeio rendeu e um dia quer comer amora doce, lendo livrinho infantil com aqueles senhorzinhos fofos lá da foto, tá?

 

{Novidade} Minibiblioteca Livre da Casa Amarela

Padrão

Foi nas andanças internáuticas que eu vi, revi e amadureci a ideia de montar uma biblioteca livre.

Mas o que é uma biblioteca livre?

A ideia pode ter algumas variáveis, mas o conceito é basicamente o seguinte:

  1. Não é necessário registro, nem nenhum tipo de controle. A coisa é sem burocracia mesmo!
  2. Os livros ficam à disposição. Cada um pega o que quiser ler.
  3. Se puder devolver após a leitura, maravilha! Se puder doar um outro livro no lugar, ainda melhor. Mas nada disso é obrigatório.

*** É importante destacar que os livros doados não voltam mais para as mãos do doador. Eles ficarão na biblioteca até serem recolhidos por alguém que os queira ler.

Mayra | Marcelo | Debora

Mayra | Marcelo | Débora | Débora

Por quê fazer uma biblioteca livre?

Bom, eu acho que assim a gente proporciona a facilidade do acesso aos livros. Você não acha? É verdade que a internet, os e-books e a multiplicação de livrarias por aí já facilitaram muito o acesso, mas livros são feitos para serem lidos!

Então, se você já leu um determinado livro e não tem nenhum apego especial a ele, solte-o no mundo para cumprir o seu objetivo: ser lido por muitas outras pessoas que o apreciarão tanto quanto você.

Tivemos a sorte de receber uma doação inicial preciosa de uma ex-aluna do curso de Letras da USP, a Ana Débora. Os títulos que ela nos trouxe estavam super bem conservados e são de grande valor literário: Clarices, Fernando Pessoa, Lima Barreto, José de Alencar dentre tantos outros.

Instruções | Exposição | Destaque | Carimbo

Instruções | Exposição | Destaque | Carimbo

Depois, recebi dois livros praticamente novinhos do Marcelo Ferreira, e então fui recebendo doações esporádicas. Um aqui, outro ali de clientes, amigos, parentes.

E quem tem retirado os livros para leitura?

Clientes, funcionários, amigos, artesãos… Cada um que vem e encontra na nossa mini-biblioteca livre alguma coisa que gosta, folheia um tanto e se sente à vontade para levar.

Aos pouquinhos, vamos funcionando.

Agradeço muito aos entusiastas, apoiadores e todos aqueles que estão usufruindo do novo cantinho da Casa Amarela. Muito obrigada mesmo!

E você? Quer dar um pulinho aqui e conhecer nossos títulos? Há livros em francês, inglês e português, desde “Sherlock Holmes” até “Hunger Games”, passando por Jorge Amado e Guimarães Rosa.

*** Ah, e se você tiver livros para doação, nós agradecemos muito a você também! Lembre-se apenas de que eles precisam estar em bom estado e serem livros de literatura (livros técnicos, gramáticas, dicionários e afins destoam um pouco da nossa proposta).

***Agora, se você retirar um livrinho da Biblioteca da Casa Amarela, poste uma foto para gente do seu cantinho de leitura e marque a gente com #bibliotecadacasa. Vou adorar conhecer o seu espaço e ler os seus comentários sobre a nova leitura.

Obrigada!

____________________________

Lulu está muito feliz com a biblioteca da casa amarela. Ela mesma ficou com vontade de levar o livrinho do Fernando Pessoa para casa! =)