{Eleições 2014} Primeiro Turno em 05 de Outubro

Padrão

Ah, que chato, Luiza. Agora você vai falar de política, eleição e sei-lá-mais o quê?

Bom, esse post não é para trazer essas discussões, mas para orientar – o pouco que posso – a respeito do primeiro turno.

Sim. Algo simples.

Você já escolheu todos os seus candidatos? Sabe onde pesquisar – além de perguntar para a sua família e seus amigos? Sabe em que ordem deve inserir os números na urna? E, finalmente, sabe o que pode acontecer com os votos “excedentes” do seu candidato?

Então, vamos lá!

Se você já escolheu os seus candidatos, maravilha! Se ainda não sabe em quem vai votar, o site do TSE traz todos os nomes, cargos, partidos e números de cada candidato.

Agora, mais que os números e nomes dos candidatos, vale a pena pesquisar um pouco sobre ele, certo? Alguns sites podem ajudar.

.Se o seu “escolhido” é candidato a reeleição no legislativo federal (senado ou deputado federal), o site “Excelências” da Transparência Brasil  apresenta gráficos de análises do desempenho de cada parlamentar em exercício.

.O site do TSE também lista alguns links que podem ajudar você a pesquisar.

.A RAPS é uma organização que busca a formação de líderes para a sustentabilidade e já tem hoje alguns nomes concorrendo às eleições de 2014. Vale a pena dar uma olhada se o seu candidato é formado por eles ou, se você ainda não tiver escolhido o seu, se algum líder RAPS é candidato pelo seu estado e se você simpatiza com as idéias e valores dele.

Alguns esclarecimentos sobre os cargos disputados nessas eleições, como a duração do mandato e o salário de cada candidato eleito podem ser verificados aqui.

Também vale a pena entender como são eleitos os deputados federais (para a Câmara dos Deputados) e deputados estaduais (para as Assembleias Legislativas de cada estado). O voto é no candidato, mas ele depende de uma continha matemática para ser eleito.

Entenda melhor:

Quociente eleitoral

Para participar da distribuição das vagas na Câmara dos Deputados ou nas assembleias legislativas, o partido ou coligação precisa alcançar o quociente eleitoral – resultado da divisão do número de votos válidos no pleito (todos os votos contabilizados excluídos brancos e nulos), pelo total de lugares a preencher em cada Parlamento.

Quociente partidário

Feito o cálculo do quociente eleitoral, é realizado o cálculo do quociente partidário, que determinará a quantidade de vagas que cada partido ou coligação terá assegurada. Para se chegar ao quociente partidário, divide-se o número de votos que cada partido/coligação obteve pelo quociente eleitoral. Quanto mais votos as legendas conseguirem, maior será o número de cargos destinados a elas. Os cargos devem ser preenchidos pelos candidatos mais votados de partido ou coligação, até o número apontado pelo quociente partidário.

Com os quocientes eleitorais e partidários pode-se chegar a algumas situações. Um candidato A, mesmo sendo mais votado que um candidato B, poderá não ser eleito se o seu partido não alcançar o quociente eleitoral. O candidato B, por sua vez, pode chegar ao cargo mesmo com votação baixa ou inexpressiva, caso seu partido ou coligação atinja o quociente eleitoral.

(Fonte: http://www.tse.jus.br/)

Assim, fica claro porque voto em legenda faz sentido sim, se você não sabe em quem votar, mas acredita nos ideais de um partido. E também esclarece porque os votos nulos e brancos na verdade, não contribuem para o processo eleitoral, posto que são excluídos da contabilidade.

Por outro lado, essa continha explica porque tantos partidos e coligações apostam em candidatos “famosos”, mas sem história política. Eles “puxam” votos para outros candidatos daquele partido e/ou coligação que acabam sendo eleitos “por tabela”, mesmo que tenham menos votos que outros candidatos de outros partidos. Há uma ilustração explicativa aqui (é de 2010, mas igualmente válida para esse ano).

Outro ponto importante: Uma vez decidido o seu candidato, pesquisado e entendido o processo pelo qual passam os deputados federais e estaduais, prepare a sua cola! Assim você vota sem erro e agiliza todo o processo:

cola eleicao2014

Bom, e se você esqueceu onde vota ou qual o número do seu título de eleitor? Clique aqui para fazer a consulta por nome (não funciona no Chrome). Nesse site, você também pode esclarecer outras dúvidas relacionadas ao seu título.

Agora, é isso aí. Desejo que você vá às urnas de forma consciente e esclarecida, saiba em quem vai votar e os motivos porque vai votar nesse ou naquele candidato, o que vai acontecer com o seu voto e o que vai acontecer também se você votar branco, nulo ou simplesmente não votar (justificar).

E, finalmente, acho que vale mencionar que, depois da votação, podemos ajudar a fazer a fiscalização das urnas através do registro do Boletim de Urna. Para saber mais sobre essa iniciativa do Você Fiscal, clique aqui.

Boa votação a todos!!!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s