{Manual prático: Cafeteria}

Padrão

Na semana passada eu fiquei muito, mas muito feliz mesmo em saber que a Hillé Puonto voltou a escrever no seu blog, o amado [Manual Prático de Bons Modos em Livrarias].

Meu marido e eu compramos o livro (homônimo) no ano passado e lemos de uma sentada – juntos – em um sábado à tarde e rimos tanto que a Hillé ganhou meu coração. ❤

Quando ela voltou a escrever no blog, fiquei pensando nas situações que eu também passo aqui no café e que possivelmente dariam caldo para umas historinhas “engraçadeenhas”. Quem sabe?

Sem ofender cliente amado e querido, porque vocês sabem que moram no meu coração, tem sempre aquela situação inusitada que pode arrancar umas risadas. Tipo assim…

[Cliente] Oi, tudo bem? Pode fumar aqui, né?

(O café tem uma parte aberta, então pode, meu querido. Pode sim. Avonts.)

[Barista] Pode, claro. Deixa eu só pegar o cinzeiro ali para você.

(Barista, montada na boa vontade, se virando para pegar o cinzeiro, vê um cigarrinho suspeito na mão do cliente e solta uma…)

[Barista] Er… mas só cigarro normal, tá?

(O cliente olha o cigarrinho de palha – palha. isso. pa-lha. só isso: palha-, todo inocente, com aquele ponto de interrogação maiúsculo. Depois olha para barista com cara de “hein?”.)

[Cliente] ???…?????!!!! Normal, como?

(Barista deu um fora. Quer se esconder. Sai correndo para sumir atrás do balão. #fui)

{Manual prático de bons modos em cafeteria: barista que não fuma, parece que bebe}

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s